Início

Ads 468x60px

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Máscara de Tratamento - Phytorevive Cabelos Ressecados e Danificados - Phytoervas



Faz muito tempo que eu estou devendo uma resenha desta máscara para os leitores do Decifrando o Rótulo...

Esta máscara é especial não somente pela composição mas pelo efeito que o produto trás aos fios. A máscara vermelhinha da Phytoervas sempre é citada nos fóruns e com frequência escutamos muitos elogios.

Eu testei o produto e gostei muito. Ela hidrata de forma eficaz, acrescenta muito brilho e maciez aos fios sem deixar um aspecto pesado.Foi desenvolvida especialmente para restabelecer a hidratação dos fios e devolver elasticidade e suavidade aos cabelos. A fragrância suave do produto merece um elogio à parte.

Vamos analisar a fórmula do produto:

Pentaerythrityl tetraisoestearate, Simmondsia chinensis (jojoba) seed oil, Butylparaben, Ethylparaben, Methylparaben, Propylparaben, Phenoxyethanol, Propylene glycol, Malic acid, Hydrolyzed soy protein, Butylene glycol, Cetyl alcohol, Dissodium EDTA, Cetrimonium chloride, Cetearyl alcohol/ Behentrimonium methosulfate, Aqua, Citric acid, Cyclomethicone, Parfum (fragrance).

Decifrando Rótulo:

Simmondsia chinensis (jojoba) seed oil: Hidrata o couro cabeludo e auxilia na prevenção da pele seca ou caspa.É o óleo vegetal que apresenta composição de ácidos graxos  mais próxima ao natural da pele e dos cabelos.

Malic acid: Alfa hidroxi ácido. O ácido málico provém de frutas como maçãs, cerejas e tomates. Ajuda a esfoliar as camadas superiores da epiderme: promove a restauração de umidade e ajuda a penetração de outros ingredientes; muito procurada para o uso de anti-envelhecimento e clareamento da pele cuidados produtos.

Hydrolyzed soy protein: Proteína hidrolizada de soja, repõe aminoácidos que auxiliam na recuperação de fios danificados.

Cyclomethicone: silicone volátil, auxilia formando filme e impedindo a perda de hidratação dos fios.


Postado por Noemi

domingo, 11 de julho de 2010

Super Skinny Shampoo - Paul Mitchell


Olá amigos e amigas do blog, hoje venho contar sobre uma experiência que tive com o shampoo Super Skinny da Paul Mitchell. 

A parceria com a loja amiga do blog Chic Mix permitiu que eu pudesse experimentar esse shampoo que é perfeito.

Eu gosto muito dos produtos da Paul Mitchell, apresentam qualidade profissional e a preços bem mais acessíveis em comparação à outras linhas. A qualidade e os resultados são realmente eficiêntes.

A linha de produtos Paul Mitchell - Super Skinny promete deixar os fios mais lisos e mais disciplinados, diminuir o tempo de secagem dos fios.

É indicado para todos os tipos de cabelos, incluindo fios que passaram por processo de coloração.
O grande segredo do produto é a combinação de ativos como mix de silicones especiais que ativam o brilho e extratos botânicos que deixam os fios mais macios além de reduzir o tempo de secagem.

A minha experiência foi utilizar o shampoo Super Skinny e o condicionador  The Detangler ambos podem ser encontrados na loja amiga do blog Chic Mix.
 
Os resultados que eu tive foram surpreendentes. O shampoo lava de forma bem suave, sem agredir os fios, porém deixa os fios soltos e macios. O The Detangler é o meu condicionador favorito, vou providenciar um post sobre ele. Além de ativar o brilho e recuperar os fios, o detangler tem auto poder desembaraçante e não deixa os fios nenhum pouco pesados. O The Detangler é uma descoberta preciosa que eu devo a minha amiga querida e leitora do blog Ana Júlia que me indicou.


Então vamos conferir a fórmula do shampoo Super Skinny:


Fórmula:

Water (Aqua), Sodium Myreth Sulfate, Cocamide MEA, Cocamidopropyl Betaine, Sodium Lauroyl Sarcosinate, Isoceteth 20, Cocamidopropyl Hydroxysultaine, PEG 150 Distearate, PEG 3 Dioleylamidoethylmonium Methosulfate, Trimethylsiloxyamodimethicone, C11 15 Pareth 7, C12 16 Pareth 9, Glycerin, Trideceth 12, Polyquaternium 10, Triethyl Citrate, Bisamino PEG/PPG-41/3 Aminoethyl PG-Propyl Dimethicone, Algae/Aloe Barbadensis Leaf/Anthemis Nobilis/Lawsonia Inermis, Simmondsia Chinensis (Jojoba), Rosmarinus Officinalis (Rosemary), PEG 12 Dimethicone, Fragrance (Parfum) (Parfum), Citric Acid, Sodium Chloride, Tetrasodium EDTA, DMDM Hydrantoin, Iodopropynyl Butylcarbamate.


Sodium Myreth Sulfate, Cocamidopropyl Betaine, Sodium Lauroyl Sarcosinate: Tensoativos, agentes de limpeza.



Blend de silcones especiais que diminuem o tempo de secagem e recuperam o brilho:


Trimethylsiloxyamodimethicone, C11 15 Pareth 7, C12 16 Pareth 9, Glycerin, Trideceth 12: Blend de silicone solúvel que auxilia diminuindo o tempo de secagem dos fios.

Bisamino PEG/PPG-41/3 Aminoethyl PG-Propyl Dimethicone, PEG 12 Dimethicone: Blend de silicones solúveis que reparam o brilho e maciez dos fios. O amino silicone solúvel, proteje os fios durante o processo de lavagem. Permite desta forma uma formulação bem suave de shampoo.

Extratos botânicos contém que apresentam propriedades hidratantes e reparadoras

Aloe Barbadensis Leaf Extract: Rico em vitaminas do complexo b (B1, B2, B6, C,  + 18 aminoácidos)

Anthemis Nobilis Extract: muito ulilizada na indústria cosmética pela riqueza de constituição química do seu óleo essencial. Fitoativos produzidos pela camomila realçam as luzes de cabelos claros em especial o Azuleno presente no óleo essencial

Lawsonia Inermis Extract (Henna): proporciona hidratação e brilho.

Simmondsia Chinensis Extract (Jojoba):Hidrata o couro cabeludo e auxilia na prevenção da pele seca ou caspa.

Rosmarinus Officinalis Extract (Rosemary):Alecrim, restabelece o crescimento saudável dos cabelos prevenindo a queda.



Postado por Noemi 
Siga o blog no twitter : @decifrando_rot
Gostaria de agradecer em especial a parceria com a Loja Chic Mix.







sexta-feira, 2 de julho de 2010

Beleza por um fio - Perigos do Formol


Não restam dúvidas de quanto o formol é prejudicial à saúde do profissional e da cliente. Mas o que dizer da aparência do cabelo submetido a essa química? O engenheiro químico Adriano Pinheiro, do laboratório Kosmoscience Ciência & Tecnologia responde à questão
por Annamaria Aglio

Os estragos provocados pela substância no organismo são muitos, mas não os únicos. Há também os danos ao cabelo. Sim, no lugar da tão sonhada cabeleira lisa e linda, o formol resulta em fios partidos e opacos. “Além dos aspectos toxicológicos, o formaldeído atua como agente plastificante da fibra capilar. Isso ocorre por meio de uma reação química que gera a estrutura característica de um plástico”, explica Adriano Pinheiro.

O que isto significa para a cliente? “Perda de elasticidade e flexibilidade do fio. Assim, com o enrijecimento, qualquer esforço brusco ao manusear o cabelo pode causar a quebra prematura da fibra”, detalha o especialista, que emenda: “Até atos simples como pentear e escovar quebra os fios com formaldeído. Durante o sono, o peso da cabeça sobre as fibras acelera os processos de fratura”. Os danos não param aí. “Acontece ainda desidratação, pois o filme criado pelo formaldeído é hidrofóbico, ou seja, repele a água. Dessa forma, o equilíbrio hídrico da fibra em função da umidade relativa do ar é prejudicado, levando ao ressecamento ao longo do tempo”, completa.

Segundo o químico, nos primeiros momentos a cliente pode até adorar o resultado, mas após alguns dias perceberá o cabelo seco, quebradiço e sem movimento.

Solução radical
Com tantos estragos, como tratar os fios? “Não existem processos
para hidratar um cabelo com formaldeído. Como a superfície se torna hidrofóbica, ocorre um processo de deformação das cutículas que lacram a entrada das substâncias presentes nos cosméticos no córtex capilar”, completa o cientista.

Para piorar, não se consegue
remover o formol. “Ocorrem ligações covalentes, irreversíveis. Só existem três soluções pós-formaldeído: aguardar o crescimento do cabelo e cortá-lo, esperar a quebra da haste ou, caso o fio seja mais grosso, remover camadas cuticulares superficiais para amenizar o efeito, melhorando a elasticidade e flexibilidade da fibra ao longo do tempo”, esclarece


Junho 2010

Postado por Noemi

Cabelos de Gisele - Novidade

Related Posts with Thumbnails